Esportes Combate

Com bolsa mais alta do UFC 219, Cyborg recebe R$ 1,6 milhão por luta com Holm

Getty Images

Destaque do UFC 219, a campeã do peso-pena feminino do Ultimate, Cris Cyborg, recebeu o salário mais alto da noite de sábado (30). A bolsa da paranaense foi de US$ 500 mil (cerca de R$ 1,6 milhão) após a vitória por decisão unânime sobre Holly Holm em sua primeira defesa de cinturão na companhia. A americana também faturou alto, ficando com US$ 300 mil (cerca de R$ 992 mil).

Entre os brasileiros, Edson Barboza, derrotado por Khabib Nurmagomedov por pontos, ganhou US$ 75 mil (cerca de R$ 248 mil). Já Matheus Nicolau, que bateu Louis Smolka, faturou US$ 28 mil (cerca de R$ 92 mil).

Confira a lista com todas as bolsas do UFC 219 (em dólares):

Cris Cyborg: US$500,000 (sem bônus de vitória)
Holly Holm: US$300,000
Khabib Nurmagomedov: US$160,000 (incluindo US$80,000 de bônus pela vitória)
Edson Barboza: US$75,000
Dan Hooker: US$48,000 (incluindo US$24,000 de bônus pela vitória)
Marc Diakiese: US$24,000
Carla Esparza: US$72,000 (incluindo US$36,000 de bônus pela vitória)
Cynthia Calvillo: US$41,000
Neil Magny: US$140,000 (incluindo US$70,000 de bônus pela vitória)
Carlos Condit: US$115,000
Michal Oleksiejczuk: US$24,000 (incluindo US$12,000 de bônus pela vitória)
Khalil Rountree: US$19,000
Myles Jury: US$66,000 (incluindo US$33,000 de bônus pela vitória)
Rick Glenn: US$22,000
Omari Akhmedov: US$29,000
Marvin Vettori: US$32,000
Matheus Nicolau: US$28,000 (incluindo US$14,000 de bônus pela vitória)
Louis Smolka: US$32,000
Tim Elliott: $56,000 (incluindo US$28,000 de bônus pela vitória)
Mark De La Rosa: US$12,000

SporTV

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail.

Copyright © 2017 O Presente, powered by Wordpress.

Para o alto!