Esportes

Paranaense Cris Cyborg vence primeira defesa de cinturão do UFC

A atração principal do UFC 219, evento realizado no sábado (30) na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, contou com a primeira defesa de cinturão peso-pena (66 quilos) de Cris Cyborg, paranaense que encarou a ex-campeã mundial de boe Holly Holm em um duelo de tirar o fôlego dos presentes no ginásio T-Mobile Arena. E no fim, deu a lógica.

Maior lutadora de MMA da história, Cyborg travou cinco rounds de muita trocação diante de uma adversária que vendeu caro cada momento dentro do octógono. Precisa nos contragolpes e mais forte do que de costume no clinche, a americana acertou golpes que fizeram a campeã sangrar.

O equilíbrio, porém, foi pontual e a brasileira, de fato, foi superior na maioria da disputa, fazendo jus ao amplo favoritismo nas casas de apostas da cidade. Com o triunfo, a brasileira ampliou seu cartel no MMA para 19 vitórias e apenas uma derrota.

Adoraria lutar talvez com a Megan Anderson [campeã do Invicta FC]. Talvez na Austrália. Tenho muitos fãs lá”, finalizou a campeã.

A luta

O começo do combate foi nervoso como esperado, e ainda como previsto pela maioria dos analistas de MMA, a brasileira dominou o centro do octógono e adotou postura de agressora. Desta forma, com golpes de encontro, principalmente com cruzados de direita, a brasileira largou na frente e pareceu assustar a americana com o poder de seus ataques.

No entanto, a segunda etapa foi marcada pelo jogo de perna preciso de Holly, que facilitou seu trabalho para esquivar dos golpes da campeã, assim como a permitiu trabalhar em contragolpes,mesmo caminhando para trás por grande parte dos cinco minutos disputados. No entanto, pesou a seu favor a vantagem física no clinche, posição em que colocou Cris de costas contra a grade em três oportunidades. Duelo empatado.

Na etapa seguinte, a potência dos ataques da brasileira voltaram a falar mais alto conforme a agilidade da americana diminuía. Dona do centro do cage e sempre caminhando para a frente, a brasileira sobrou em volume de golpes e garantiu outra vantagem parcial, em duelo que já deixava os torcedores de pé nas arquibancadas.

O quarto assalto foi equilibrado. Enquanto a campeã dominou o octógono e atacou mais, Holm foi mais efetiva, principalmente com diretos de esquerda no contrapé da brasileira, que pareceu incomodada conforme recebia os golpes. No entanto, a vantagem física fez a diferença a favor de Cyborg que levou a etapa por mínima vantagem.

No último round, com a torcida de pé para apoiar as guerreiras, a vantagem da brasileira já ficara evidente, embora sua rival tenha feito valer cada um dos 25 minutos de ação no octógono. Já sem pressão nos ataques, a americana foi acuada pelos cruzados da campeã, que pontuou com precisão sem se expor de forma desnecessária até o minuto final. Talvez em uma tentativa de impressionar os fãs, a brasileira partiu para cima e recebeu uma rápida sequência que a balançou. Irritada, ela sacudiu a cabeça e partiu com tudo para o clinche, de onde desferiu joelhadas à espera do final do combate.

Vitória por decisão unânime do lutadora mais dominante da história do MMA. Invicta desde 2005, Cris Cyborg realizou com sucesso a sua primeira defesa de cinturão dos penas.

Acompanhe os resultados do UFC 219:

Cris ‘Cyborg’ venceu Holly Holm por decisão unânime;
Khabib Nurmagomedov venceu
Edson Barboza por decisão unânime;
Dan Hooker finalizou Marc Diakiese no 3º round;
Carla Esparza venceu Cynthia Calvillo por decisão unânime;
Neil Magny venceu Carlos Condit por decisão unânime;
Michał Oleksiejczuk venceu Khalil Rountree por decisão unânime;
Myles Jury venceu Rick Glenn por decisão unânime;
Marvin Vettori e Omari Akhmedov empataram por decisão majoritária;

Matheus Nicolau venceu Louis Smolka por decisão unânime;
Tim Elliott finalizou Mark De La Rosa no 2º round.

Band com inf. AdFight

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato por e-mail.

Copyright © 2017 O Presente, powered by Wordpress.

Para o alto!